Representatividade do ovino Dorper no Brasil

Para entender por que o Dorper conquistou o Brasil, desde o início dos anos 2000, basta citar apenas algumas de suas qualidades. Com excelente taxa de reprodução e crescimento, fácil manejo e adaptabilidade, as raças Dorper e White Dorper são sinônimo de lucratividade no setor. Foi na década de 30, após vários cruzamentos realizados por fazendeiros na África do Sul, que surgiu a raça Dorper, cujos animais são facilmente reconhecidos pela cabeça preta e o bom comprimento e musculosidade do corpo. No Brasil, ela foi introduzida em 1998, e agora, a intenção de criadores, selecionadores brasileiros que se dedicam a essas raças é dar continuidade a esse trabalho, observando a multiplicação dos indivíduos que mostrem melhoria das características desejáveis em uma raça, especializada em produção de carne.

Em 2009, eram apenas 35 mil animais registrados no Brasil. Em 2018, o Brasil alcançou o maior rebanho da raça Dorper PO do mundo, com 122.500 animais (crescimento de 350%) registrados na Associação Brasileira de Criadores de Ovinos – ARCO e mais de 800 criadores espalhados por todos os estados do país. Hoje, de acordo com informações da ABCDorper, são cerca de 140.000 animais registrados e 1.000 criadores espalhados por 21 estados brasileiros. 

Sede: 
SHISQL 10, Conjunto 08 Casa 20,
Lago Sul – 
Brasília/DF
CEP 71630-085

Telefone para contato:

(14) 99708-0115 

Escritório Administrativo/Correspondência:
Rua Maria Quitéria, 53 – Jd. Santo Antônio
Valinhos/SP – CEP: 13277-011
Caixa Postal 96

X