Nesta Páscoa coma cordeiro!

Diferentemente do que acreditam, no domingo de Páscoa, segundo as tradições, se come carne de cordeiro, deixando o bacalhau e outros peixes para a Sexta-Feira Santa

Você sabia que o cordeiro é um dos símbolos mais antigos da Páscoa? De acordo com o livro de Êxodo, ele representa a aliança que Deus fez com o povo judeu ao tirá-los da escravidão no Egito. Assim, orientados por Moisés, cada família judaica sacrificou e assou um cordeiro, servido com ervas amargas e pão sem fermento.

Por isso, diferentemente do que acreditam, no domingo de Páscoa, segundo as tradições desde a antiguidade, se come cordeiro, e não bacalhau. Porque no domingo de Páscoa, consumir cordeiro é símbolo da ressureição, como a própria referência bíblica explica: “cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”.

Sendo assim, deixe os peixes e o bacalhau para a Sexta-feira Santa e prepare um delicioso cordeiro no almoço de domingo. Seguindo as tradições, o certo seria preparar o cordeiro inteiro, mas a dica do chef Anacreon de Téos é explorar o delicado e marcante sabor das costeletas.

Afinal, elas não recebem, muitas vezes, os devidos créditos. Haja vista que não sempre tão consumidas no dia-a-dia. Embora, segundo o chef, marcam presença constante nos cardápios dos restaurantes contemporâneos da atualidade.

Por fim, que tal preparar uma receita de “Costeletas de cordeiro com risoto de brie e pupunha”? Prato fácil de fazer, tendo o cuidado de não deixar passar muito a carne, de acordo com o chef Anacreon de Téos.

O melhor ponto de textura e sabor é quando o miolo está bem rosado. Pode apostar que dá certo. Quanto ao risoto, nenhum segredo, apenas seguindo a linha normal de execução se chega lá. Vamos à receita?

Nesta Páscoa prepare uma deliciosa receita de cordeiro – Foto: Divulgação/Canva

Costeletas de cordeiro com risoto de brie e pupunha

INGREDIENTES

Cordeiro

  • 1 carré de cordeiro separado em costeletas
  • 30 ml de azeite de oliva
  • Sal do Himalaia e pimenta-do-reino moída na hora

Risoto

  • 20 ml de azeite de oliva
  • 7g de alho socado
  • 10g de cebola picada
  • 80g de arroz carnaroli ou arbóreo
  • 50g de palmito pupunha em pedacinhos
  • 80 ml de vinho branco seco
  • ½ litro de caldo de legumes (feito em casa, de preferência)
  • 50g de queijo brie em pedaços
  • 15g de manteiga
  • sal a gostopimenta-do-reino (moída na hora)
  • salsinha picada

PREPARO

1. Em primeiro lugar, tempere as costeletas de cordeiro com sal do Himalaia e pimenta-do-reino, ambos moídos na hora.
2. Na sequência, comece a preparar o risoto.
3. Em uma panela aqueça o azeite, doure o alho e a cebola e acrescente o palmito pupunha em pedacinhos.
4. Refogue rapidamente e acerte o sal e a pimenta-do-reino
5. Coloque então o arroz e o vinho branco, mexa e deixe reduzir um pouco o vinho e aos poucos vá acrescentando o caldo.
6. Quando o arroz estiver al dente, acrescente o brie e a manteiga. Salpique com salsinha.
7. Enquanto faz o risoto, aqueça o azeite numa grelha ou panela de ferro e doure as costeletas rapidamente dos dois lados. Pouco mais de um minuto, para o interior rosado.
8. Reserve em lugar aquecido.
9. Monte o prato, com o risoto moldado em aro e as costeletas em volta.

Facebook: ABCDorper | Instagram: @abcdorper

Por Agrovenki
Fonte: Panela do Anacreon/Gazeta do Povo
Crédito da foto em destaque: Acervo ABCDorper

Leia outras notícias no site da ABCDorper

Comentários

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
X